Indicação #03: Seis livros desavessos

A indicação desse mês de abril (agora nossas indicações mensais são com convidados) são as mulheres do Desavesso: Mafer e Nicoly. Confira as leituras que elas recomendam na lista abaixo.

Admirável mundo novo – Aldous Huxley

Uma distopia social para o ano de 2540 com sociedade inteiramente organizada segundo princípios científicos. O ser humano é incorporado em um universo que louva o avanço da técnica, a linha de montagem, a produção em série.

O menino do pijama listrado – John Boyne

A história se passa durante o período do Holocausto, tendo como personagem principal, Bruno, filho de um militar alemão, que faz amizade com um garoto do outro lado da cerca, que curiosamente tem a mesma idade que ele.

Nu de botas – Antonio Prata

O enredo revisita as memórias da infância de Antonio Prata com o mesmo humor das crônicas publicadas nos jornais. Contudo ao olhar para o passado o autor não carrega a nostalgia de um adulto, mas revive o menino que sempre foi.

O milagre da manhã – Hal Elrod

Um método eficaz para às 08h da manhã. O livro aborda os benefícios de acordar cedo e desenvolver todo o potencial de quem se arrisca a mudar de hábitos.

A lua que existe em mim – Isadora Sofia

Um livro sobre formas e frases sobre sentir demais. Uma coletânea com muito sentimento nas páginas que trata do caos e a intensidade de se permitir ser.

Nada dura para sempre – Sidney Sheldon

A história de três amigas com personalidades bastante diferentes, mas unidas pela emoção de trabalhar no Hospital Público Embarcadero em uma rotina de completa correria e contratempos.

Indicação #02: Cinco poetas por Ana Istschuk

A convidada do mês de março (agora nossas indicações mensais são com convidados) é a mediadora do clube de leitura Leia Mulheres Ponta Grossa, Ana Istschuk. Ela indicou cinco livros de mulheres poetas para leitura.

Um útero é do tamanho de um punho – Angélica Freitas

Este livro é de 2017 e reúne poemas sobre a temática da mulher. A autora traz diversos assuntos que perpassam a vida e construção social da mulher com pitadas de senso de humor e crítica.

O livro das semelhanças – Ana Martins Marques

Num livro cheio de metalinguagem, Ana Martins Marques escreve sobre o mundo por meio do olhar para as coisas e para a palavra. O livro foi lançado em 2015 e é dividido em quatro partes (“Livro”, “Cartografias”, “Visitas ao lugar-comum” e “O livro das semelhanças”).

Júbilo, memória, noviciado da paixão – Hilda Hilst

Lançado em 2018, ano em que a autora foi homenageada da Flip, este livro reúne poemas com as temáticas mais marcantes da poeta: a entrega ao amor, anseio do encontro e o medo da morte.

Outros jeitos de usar a boca – Rupi Kaur

Reunião de poemas fortes sobre a vida de uma mulher que teve que conviver com violência, perda e abuso. Além dessas marcas de dor, o livro traz poemas sobre amor e cura.

Tudo nela brilha e queima – Ryane Leão

Conforme seu subtítulo, o livro traz poemas de luta e amor. A poeta negra, brasileira e professora lançou seu livro em 2017, mas começou a divulgar seu trabalho em lambe-lambe, slams e saraus.

Indicação #01: Cinco HQs por Melissa Garabeli e Phellip William

As nossas indicações mensais mudaram de formato! Agora temos convidados indicando leituras uma vez ao mês aqui no Blog. Para Fevereiro, os finalistas do 61º Prêmio Jabuti (2019) Melissa Garabeli e Phellip William – confira nossa resenha do livro indicado aqui – indicaram cinco quadrinhos para leitura.

Corenstein – Cora Ottoni

“Corenstein” é uma coletânea de tirinhas (quase sempre) autobiográficas. Através do humor e da linguagem dos quadrinhos a autora lida com as ansiedades da vida do jovem adulto e as pequenas vergonhas do dia-a-dia.

Alho-poró – Bianca Pinheiro

A história gira em torno de um grupo de amigas que está procurando por alho-poró para fazerem um quiche de alho-poró. O livro foi publicado em 2017 de forma independente e em 2018 Alho-Poró ganhou o Troféu HQ Mix em duas categorias.

Quadrinhos A2 – Cristina Eiko e Paulo Crumbim

Os Quadrinhos A2 são publicados desde 2011 com cinco volumes disponíveis. As histórias são autobiográficas dos criadores (e do amigo de quatro patas Pino), mas, claro, com um pouquinho de fantasia e ficção científica.

Se meu cão falasse tudo seria poesia – Dogzilla

Dedicado, como o próprio nome já diz, ao melhor amigo do ser humano o livro aborda críticas sociais do modo de vida contemporânea sob o ponto de vista do animal, e, nisso, tudo, o lugar do cachorro no nosso cotidiano.

Angola Janga – Marcelo D’salete

O livro narra a história do maior quilombo brasileiro, marco de resistência na luta contra a escravidão. Angola Janga significa “pequena Angola”. O autor pesquisou e preparou-se para contar a história do livro por onze anos.

Bookhaul #08: Leituras de outubro

Todo mês faremos um vídeo com os títulos que pretendemos ler. O objetivo é apresentar os livros contando sobre seu conteúdo e mostrar as suas edições. Confira a nossa seleção de obras para o mês de outubro.

Lista dos livros indicados no vídeo:

  • Mulherzinhas – Louisa May Alcott
  • O intérprete de males – Jhumpa Lahiri
  • Querem nos calar: poemas para serem lidos em voz alta – Mel Duarte (org.)
  • Todos nós adorávamos caubóis – Carol Bensimon
  • Maus: a história de um sobrevivente – Art Spiegelman

Bookhaul #07: Leituras de setembro

Todo mês faremos um vídeo com os títulos que pretendemos ler. O objetivo é apresentar os livros contando sobre seu conteúdo e mostrar as suas edições. Confira a nossa seleção de obras para o mês de setembro.

Lista dos livros indicados no vídeo:

  • Todos nós adorávamos caubóis – Carol Bensimon
  • O último minuto custa a chegar mas é maravilhoso – Vitor Toscano
  • Acima de nós – Melissa Garabeli e Phellip William
  • Livro sobre nada – Manoel de Barros
  • Autobiografia – José Luís Peixoto
  • Nova reunião: 23 livros de poesia – Carlos Drummond de Andrade
  • Quem tem medo do feminismo negro? – Djamila Ribeiro